Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Ultrassom

A soldagem por ultrassom é um processo econômico e eficiente para união de peças em série feitas de termoplásticos amorfos e semicristalinos. O menor consumo de energia e o curto tempo de ciclo permitem alcançar maior velocidade de produção.

No processo de solda por ultrassom a tensão elétrica é transformada em oscilação mecânica. Neste processo temos o conjunto acústico, composto pelo transdutor acústico piezoelétrico (conversor), a unidade de transformação da amplitude (booster) e a ferramenta de solda (sonotrodo).

A fonte geradora ou gerador ultrassônico transforma a tensão de rede em uma tensão de alta frequência, entre 15 e 40 kHz a qual é convertida em oscilações mecânicas mediante o efeito piezoelétrico obtido no conversor.

A ferramenta de soldagem, chamada sonotrodo, desloca-se para o componente e inicia a oscilação na área da união, em 20 kHz são verificados 20.000 movimentos por segundo. Aqui é gerado calor de fricção e o material derrete de forma objetiva nos pontos de contato de ambos os componentes. Após um período sob pressão a união fica homogeneamente fixa.

Uma vez que o ultrassom separa a estrutura molecular, as peças ficam unidas de forma tão permanente como se fossem o resultado de uma fundição.

A WS é especialista na técnica de solda e união de plásticos e fornece soluções completas em solda por ultrassom, máquinas estacionárias, postos de trabalho manuais para produção em lotes, sistemas com mais de um cabeçote bem como módulos de soldagem por ultrassom e geradores ultrassonicos, os quais podem ser integrados em sistemas automatizados.

Com a técnica é possível soldar, rebitar, transformar, incorporar, separar e até mesmo moldar termoplásticos. Mediante a entrada de ultrassom, em apenas alguns milissegundos é criada uma união altamente resistente, à prova de água e gases, com excelente acabamento visual, dispensando a utilização de aditivos ou de outras substâncias químicas. Devido ao reduzido consumo de energia, a carga térmica sobre as peças é praticamente nula.

Os plásticos amorfos duros, como PC, PS, SAN, ABS e PMMA, apresentam excelentes propriedades de transmissão de energia de ultrassom. Por sua vez, os plásticos semicristalinos, como, PA, PP, PE e POM, não são tão bons condutores de energia ultrassonica e, por isso, são ideais para serem soldados na proximidade imediata do sonotrodo.

Sem exigir período de aquecimento, o ultrassom pode ser aplicado de imediato; os tempos de ciclo são mais curtos e a energia necessária é significativamente menor do que na soldagem realizada através de outros processos.

Todos os sistemas fornecidos pela WS podem ser utilizados individualmente em processos semi automáticos e completamentamente automatizados.